Espaço Leonel Miranda recebe primeira exposição

0
563
A exposição de escultura e pintura foi inaugurada a 19 de maio na presença dos autores

Inaugurado recentemente, o espaço cultural situado no Bairro da Ponte acolhe a primeira mostra coletiva

Situado no Largo Frederico Ferreira Pinto Basto, nº 2, no Bairro da Ponte, o Espaço Leonel Miranda acolhe, até 4 de junho, uma exposição de escultura e pintura, da autoria de Viriato Silveira e Cidália Cardoso, respetivamente. Na inauguração, que teve lugar na tarde de sexta-feira, Viriato Silveira, formado em Artes Plásticas pela Escola Superior de Belas Artes de Lisboa, destacou a existência deste novo espaço expositivo para acolher o trabalho dos artistas e lamentou que não o consigam fazer noutros locais, como os museus António Duarte e José Fragoso, seus mestres na academia, e que diz estarem “abandonados”. Para esta mostra, Viriato Silveira levou esculturas, com três temáticas diferentes, utilizando a cerâmica, madeira, ferro e plástico. O artista, que nasceu em Díli (Timor Leste), tem participado e comissariado várias exposições, já venceu prémios em Portugal e no estrangeiro e também escreve textos de arte. Nas paredes podem ser apreciados 17 quadros, de arte abstrata, da autoria de Cidália Cardoso, licenciada em Artes Plásticas, pintura, pela ESAD.CR, e que já realizou diversas mostras na região. “Gosto muito do que faço, é mais do que um hobby”, realçou a oficial de registos que reside nas Caldas há seis anos.
Presente na mostra, o presidente da Câmara, Vítor Marques, reconheceu que há autores que não terão a oportunidade para expor com a regularidade que merecem e realçou a existência deste espaço para que possam mostrar o seu trabalho.
O Espaço Leonel Miranda foi inaugurado recentemente e possui o nome do filho dos proprietários do prédio, um jovem desportista caldense falecido há cerca de 30 anos. Trata-se de um imóvel privado que foi cedido à União de Freguesias de Santo Onofre e Serra do Bouro pela proprietária, a título gratuito, por dois anos.
Este projeto nasceu depois de vários contatos de artistas para exporem os seus trabalhos. Como não havia um espaço para acolher estes artistas, Nuno Santos decidiu então “abrir o CCC do Bairro da Ponte”, brinca. De acordo com o autarca, o objetivo é que o espaço possa ser aberto à comunidade, desde que tenha uma finalidade pública, e, após esta exposição, está já prevista uma outra, de pintura, da autoria de um artista francês residente na Serra do Bouro.
O espaço está aberto de segunda a sexta-feira, entre as 14h30 e as 19h00 e aos sábados e domingos, das 15h00 às 18h00. ■