CDS/PP ÓBIDOS Em defesa da população de Óbidos

0
1102

Em defesa da população do concelho de Óbidos em geral, dos mais idosos e desfavorecidos e dos mais jovens em particular (que me merecem todo o respeito e consideração), não posso ficar indiferente aos motivos evocados pelo atual Presidente da CÂmara Humberto Marques para anunciar a sua recandidatura ao município de Óbidos.

Falar em continuidade de um programa sufragado pelo eleitorado em 2013 (e que por uns escassos 180 e tal votos não perdeu as eleições autárquicas em 2013) , da continuação de um trabalho iniciado que ninguém se apercebeu de existir, diria que no mínimo é uma afronta, para não dizer um insulto para com a população de Óbidos. É a mesma coisa que pedir aos Obidenses que depois de terem sido enganados uma vez com promessas vãs e ilusões, de terem constatado que nada aconteceu de relevante em seu benefício nos últimos 4 anos, pedir-lhes (descaradamente) que se voltem a enganar outra vez com a mesma receita “falsa” que lhes apresentaram em 2013. Espero que tal não aconteça, sinceramente.
A continuação de mais do mesmo, significa pedir aos Obidenses que votem na continuação do endividamento do concelho em prol de coisas que não beneficiam a sua população, nem a sua qualidade de vida. De se beneficiarem as opções erradas do senhor Humberto Marques, e dos interesses instalados de uma “geringonça laranja” que controla o município.
Será que já se esqueceram do “amiguismo” nas nomeações para cargos no município ou nas empresas municipais, no nepotismo vergonhoso na passagem de um ciclo para outro (perpetuação de um pseudo Telmismo, que saiu falhado por incompetência do sucessor), bem como na instrumentalização descarada da grande maioria das coletividades do concelho, dinamizadas pelo empenhado “Sr. Festarolas “que assim vai preparando o próximo “circo” eleitoral a soldo do município?.
Tudo isto são questões que se podem levantar e evidencias mais do que claras que existe no concelho de Óbidos um “sistema viciado” que visa manter no poder na mão dos mesmos, ainda que a população possa ficar prejudicada com esta situação.
É uma vergonha que ainda existam no concelho zonas onde não existe saneamento básico, que ainda existam canalizações de água em amianto em alguns pontos (assunto de saúde publica), que os jovens do concelho não tenham outra alternativa que é deixar a sua terra porque não existe trabalho para eles, que os mais idosos, a grande maioria empobrecidos com reformas miseráveis não disponham de recursos para levar uma vida no mínimo digna.
Será que Humberto Marques se esqueceu disto tudo em prol da dita continuidade?

Carlos Pinto Machado
Candidato do CDS/PP à Câmara Municipal de Óbidos