O antes, e o depois, O voto cego e o voto informado

0
78

Nuno Ribeiro
lista B

Algum associado teria informação sobre a sigilosa “parceria” que a Lista A fez com a Sanfil, caso a Lista B não se candidatasse? Não.
A Casa de Saúde do Montepio funcionou em puro abandono, sem visibilidade, a definhar em ritmo propositadamente acelerado, afim de justificar a desejada e futura decisão do líder da Lista A, de a entregar ao grupo Sanfil. Até à data da apresentação da nossa candidatura foi sonegado qualquer debate ou informação séria sobre o futuro da Instituição. Os associados tomaram conhecimento que surgirá uma nova entidade para gestão da área da saúde do Montepio, e interrogaram-se: o que acontecerá na prática aos trabalhadores? E aos atuais parceiros locais e nacionais do Montepio? Iremos ter processos judiciais infindáveis? Teremos uma saúde que visa unicamente o lucro, à revelia dos princípios mutualistas? A Lista B colocou o Montepio na agenda caldense, trouxe-o ao palco maior da cidade, amplificando e desenvolvendo o debate sobre a Instituição e informando os associados. Informados, não por um executivo de gabinete inexperiente na área da gestão da saúde, mas sim por um líder, Dr. Francisco José Rita, que tem um passado de grande prestígio como médico, e como gestor e administrador no sector, com obra realizada de impacto nacional, sobre o qual, dolosamente, quiseram criar a dúvida do seu empenho até ao fim do mandato, o que se nega veementemente, e só se compreende, pela intensa vontade da lista A em afastar alguém, com o lastro e curriculum que o seu líder deveria possuir.
Conheceram o vasto programa da lista B para toda a atividade do Montepio, nomeadamente para a gestão da sua área da saúde, em ambas as unidades, e para a restante atividade assistencial que formam um conjunto indivisível. Constataram, após o debate entre os candidatos, que a lista A não tem solução para o eventual veto da assembleia ao seu projeto, e que o Dr. Francisco José Rita, além de apresentar mais do que uma alternativa, confessou que abdica da sua remuneração enquanto a atual Casa de Saúde não voltar aos lucros, como prova de confiança na nova gestão e na potencialidade da Instituição.
A lista B promoveu três conferências com oradores de excelência, o Dr. Armando Rocha (Hospital da Universidade de Coimbra), o Dr. Daniel Ferro (administrador do Hospital de Santa Maria), e ainda a realizar uma terceira pela Dra. Teresa Luciano (vice-presidente da Agência de Investigação Clínica e Inovação Biomédica), tendo os primeiros confirmado que o caminho a seguir é o nosso. “Nos próximos anos e a médio prazo, há um futuro de crescimento, desenvolvimento e complementaridade com interesse para o SNS”, e a propósito da gestão privada do hospital, o parceiro “não vai para as Caldas da Rainha ser João Semana, vai retirar os seus lucros…”
Não vote na lista que apresenta anos seguidos de prejuízos, arrogando-se boa gestora, embora não apresente as contas do ano transato. Não vote na lista que quer dar 2/3 da faturação à Sanfil, e eventuais futuras dádivas e delapidações de património ao abrigo de um acordo desconhecido. Vote informado, vote no e para um Novo Montepio, vote lista B! ■