Vida sexual ativa: quais os benefícios?

0
130

A sexualidade, enquanto parte integrante da vida, contribui decisivamente para a nossa identidade e equilíbrio emocional. Segundo a OMS é “uma energia que nos motiva a procurar amor, contacto, ternura e intimidade; que se integra no modo como nos sentimos, movemos, tocamos e somos tocados, é ser-se sensual e ao mesmo tempo sexual; ela influencia pensamentos, sentimentos, ações e interações e, por isso, a nossa saúde física e mental». As várias pesquisas científicas apontam para potenciais benefícios de uma vida sexualmente ativa, entre eles o reforço do sistema imunitário, ou a redução da tensão arterial e a consequente manutenção da saúde cardiovascular. Um estudo recente refere que indivíduos com atividade sexual pelo menos duas vezes por semana, tiveram metade da probabilidade de morrer de doenças cardíacas, quando comparados com os que fizeram raramente. Outros estudos sugerem melhorias na qualidade do sono, uma vez que o orgasmo promove a libertação de hormonas que reduzem o stress e a ansiedade, ao mesmo tempo que induzem a sonolência. Há ainda alguma evidência de que a atividade sexual regular, ao manter os níveis de estrogénio e testosterona adequados, ajude a prevenir doenças como a osteoporose. Outros benefícios associados ao orgasmo são o alívio das cólicas menstruais, da dor de cabeça e, em alguns casos, até a prevenção da incontinência urinária nas mulheres. Contudo e apesar do sexo ser uma atividade prazerosa e saudável, os relacionamentos sexuais sem a proteção adequada não são isentos de risco. Seja responsável: alie a segurança ao prazer, pela sua saúde!