António Curado esclarece ligação ao PS

0
39

Na notícia publicada na página 16 da edição de 4 de março, sobre a candidatura de Vítor Marques a presidente da Câmara das Caldas da Rainha, sou referido como “médico, antigo diretor clínico do CHO e antigo deputado municipal do PS”.
Gostaria de esclarecer que nunca fui deputado municipal nem integrei quaisquer listas autárquicas. Não nego a minha proximidade e participação nalgumas iniciativas de caráter cívico-político do PS, nomeadamente em fóruns de reflexão na área da Saúde, mas nunca fui militante nem candidato. Fiz parte, sim, como independente, da Comissão de Honra de algumas candidaturas da área do PS. Aproveito para elogiar quem, genuinamente, se empenha nas causas públicas pela via da militância partidária, porque, obviamente, os partidos políticos são fundamentais para uma Democracia sã.
Julgo, no entanto, que no atual contexto e a nível local, é fundamental uma candidatura autárquica forte de independentes, de forma a quebrar um ciclo viciado de marasmo político e de falta de perspetivas futuras e, por isso, me associo à candidatura de Vítor Marques a Presidente, que me oferece garantias de defesa de causas e valores, de liderança e de capacidade de promover uma boa gestão urbana e criar novas dinâmicas associativas e culturais, e de estimular a luta por novas condições de Saúde para o concelho e para a região, nomeadamente na vertente de novos Cuidados Hospitalares. ■
António Curado

Nota da Direção editorial:
Apresentamos as nossas desculpas pela incorreção ao visado e, obviamente, aos leitores.