ACCCRO: “Defesa do Hospital em Caldas da Rainha”

0
103

Comunicado

“Defesa do Hospital em Caldas da Rainha”

 Luis Gomes, Presidente da Direção da Associação Empresarial de Caldas da Rainha e Oeste (ACCCRO), tinha intenção de intervir na Assembleia Municipal de Caldas da Rainha, no passado dia 11 de Julho, para manifestar a preocupação e ponto de vista da atual Direção desta Associação. Tal não foi possível porque as vagas abertas ao público já estavam todas preenchidas.

Neste momento, é crucial sublinhar a nossa preocupação e empenho em garantir o melhor futuro para a região Oeste. A decisão de construir um novo hospital do Oeste no Bombarral, em detrimento do hospital de Caldas da Rainha, acarreta muitas consequências prejudiciais que não podem ser ignoradas.

Caldas da Rainha é o 5.º maior concelho do distrito em área territorial (12 freguesias), com cerca de 255,87km2 e o 4.º maior em número de habitantes com 50.917 habitantes (dados de 2021).

Um concelho central na região, que ao longo dos últimos 40 anos tem trabalhado em infra-estruturas, acessos, na economia circular de apoio para que o serviço hospital tenha condições e chegue cada vez a um maior número de pessoas. Caldas da Rainha conta hoje com mais de 3590 empresas registadas no concelho.

A decisão de retirar o hospital de Caldas da Rainha, irá causar danos económicos e sociais não só na cidade de Caldas da Rainha como em toda a região! Iremos enfrentar um impacto negativo nas oportunidades de negócio, de emprego, no desenvolvimento económico e turístico. Pois a facilidade de acesso entre Caldas da Rainha e os outros concelhos do distrito são incomparavelmente superiores e muito melhor preparados do que a solução apresentada para o Bombarral.

Bombarral, apesar das suas valências não é um concelho central, nem com preparação territorial ou económica para assegurar o bom funcionamento de um novo hospital do Oeste. Tem apenas 4 freguesias com 91,7km2 território, 13324 habitantes, e 264 empresas registadas no concelho.

É crucial assegurar o acesso adequado aos cuidados de saúde à população, preservando a identidade e os esforços económicos que têm sido feitos. Não se pode acabar com uma economia existente, em pleno funcionamento, que precisa sim de melhorias e de mais investimento, em detrimento de um sonho de colocar um novo hospital num concelho que não reúne condições nem tem preparação para tal. Não estamos a falar de evolução, mas sim de estrangulamento em dois concelhos! Em Caldas da Rainha porque se arruína a economia existente e no Bombarral porque não está suficiente preparado para uma economia desta dimensão.

Mais do que um concelho com génese nas águas termais, Caldas da Rainha é hoje o concelho mais próximo de todos e que melhores condições reúne para o crescimento de um hospital desta dimensão. Com um hospital em Caldas da Rainha ninguém perde e todos ganham!

A ACCCRO está empenhada em lutar com e pelos empresários, não só de Caldas, mas da região Oeste, para que a construção do novo hospital do Oeste não seja um favoritismo político, mas sim uma decisão estratégica a nível económico e social, porque é para isso que os hospitais servem, para servir as comunidades.

Contamos com o apoio de todos os Associados e Empresários da região para trabalharmos em conjunto em prol do interesse comum.

Da nossa parte, podem contar com uma ACCCRO forte e determinada na luta para que a voz do bom senso e dos factos seja ouvida até que a construção do novo hospital do Oeste seja uma realidade em Caldas da Rainha.

 

Cumprimentos

Luis Gomes

Presidente da Direção ACCCRO