A Semana do Zé Povinho | 22 Abril 2021

0
34

A Dr.ª Elsa Baião foi recentemente reconduzida à frente do Centro Hospitalar do Oeste (CHO) e dá uma grande entrevista à Gazeta, na qual, entre outros aspetos, assume que nem tudo correu bem na gestão da pandemia. É um gesto que merece ser ressalvado, porque, amiúde, os responsáveis têm dificuldade em aceitar as críticas e, sobretudo, em fazer uma análise das decisões que tomam. Neste caso, a presidente do conselho de administração do CHO demonstrou uma humildade que só lhe fica bem e que, por ser pouco habitual, justifica, certamente, a compreensão de quem procura cuidados de saúde na região em tempos de uma pandemia que transformou por completo as nossas vidas. Neste momento em que está a iniciar um segundo mandato no CHO, Zé Povinho gostaria de formular votos de um bom trabalho à nova administração. ■

 

 

Como qualquer desportista que se preze, Zé Povinho é capaz de dar os parabéns ao Torreense pelo apuramento para a fase de subidas à 3ª Liga, mas não pode deixar de censurar o comportamento do clube que, de forma claramente abusiva, se apresenta como o “orgulho” do Oeste. E a razão é simples: depois de se ter mostrado indiferente ao surto que afetou a equipa do Caldas e obrigado o pelicano a recorrer à equipa B e aos sub-21 para ir a jogo, a SAD de Torres Vedras teve comportamento diametralmente oposto uns meses depois. É que, quando 17 atletas da equipa principal deram resultados positivos à covid-19, o Torreense solicitou à U. Leiria o adiamento do jogo que estava marcado inicialmente para hoje. Parece que o karma tem destas coisas… ■