A Semana do Zé Povinho

0
49

Zé Povinho tira o chapéu a todos aqueles que, como o povo costuma dizer, fazem das fraquezas forças. É o caso da caldense Cheila Roça, que aprendeu a viver com a dislexia e, além de nunca se resignar perante a doença com que nasceu, tem vindo a desenvolvar um percurso profissional e cívico muito meritório, que culminou, recentemente, com a atribuição do Prémio Carreira Alumni 2021 pelo Politécnico de Leiria. Esta licenciada Educação Básica na Escola Superior de Educação e Ciências Sociais de Leiria não se limitou a procurar um futuro melhor. Em 2015, fundou a Associação de Acompanhamento Pedagógico e Social “Construtores de Encantos”, que dá apoio a jovens de aldeias rurais em situação mais frágil, para que eles possam desenvolver todo o potencial e enfrentar os desafios do futuro. Para o Zé Povinho, a Drª Cheila Roças é, além de um exemplo, um verdadeiro encanto. Obrigado! ■

Apesar de enjoado com o massacre comunicacional que acompanha a detenção na África do Sul do ex-banqueiro João Rendeiro, em fuga vão lá uns três meses, Zé Povinho não pode esconder uma certa satisfação pelo êxito obtido pela Polícia Judiciária em encontrá-lo. A vingança do ex-filho de sapateiro do bairro lisboeta de Campo de Ourique, como com uma certa aleivosia alguma imprensa o trata, ao querer confrontar-se com os banqueiros filhos de família, como o exemplo Espírito Santo, que também se encontram na falência, afinal deu errado. Apesar de se pelar por hotéis de 5 estrelas, viagens em 1ª classe e casas de sonho compradas a multimilionários, como é o caso da sua residência na Quinta Patiño, está a passar agora por uma dura prova nas cadeias do submundo da África do Sul. Triste sina e que sirva de exemplo para os arrivistas sem escrúpulos que por aí pululam. ■