Alterações Climáticas Irreversíveis

0
23

Na página 20 da última Gazeta, li um artigo sobre o Clima de onde destaco a seguinte frase:
“As alterações climáticas são hoje uma realidade visível e, caso, não se tomem medidas a curto prazo, as consequências podem ser irreversíveis.”
Naturalmente que se trata duma iniciativa meritória, merecedora de um rasgado elogio.
No entanto pode iludir os leitores sobre o real estado do Planeta, e consequentemente sobre as medidas que devem ser tomadas:
Se de reforço das já conhecidas políticas dos três R(s), de poupança de água, etc., em sintonia com a articulista, e que de facto devem ser continuadas.
Se, em paralelo com as medidas anteriores, e independentemente destas, experimentarmos “observar” o nosso planeta pelos olhos dum extraterrestre, facilmente chegamos à conclusão de que estamos séculos atrasados, de tal forma as alterações climáticas em definitivo, já são irreversíveis.
Perante este facto, com consequências á vista como nas ilhas Kiribati do Pacífico Sul, onde perante o desgelo do Antártico e respectiva e progressiva subida do nível do mar, 5.000 habitantes foram deslocados para as ilhas Fiji.
A norte, ainda há quem meta a “cabeça na areia” e se aproveite da situação, como Putin e as novas e mais rentáveis rotas comerciais via Ártico feito em bocados.
Em resumo: Os líderes mundiais nas Cimeiras do Clima, por muito que lhes custe, têm que se encher de coragem e mudar radicalmente de perspectiva. ■ Carlos Mendonça